Vídeo mostra funcionários evacuando mina em Vazante

Imagens enviadas a imprensa mostram o volume de águas jorrando na parte interna de uma mina em Vazante. Em outro vídeo, funcionários solicitam aos mineradores que retirem os equipamentos da mina e evacuem o local.

Em nota, a empresa Nexa, responsável por monitorar barragens e atividades de mineração, informou que todas as barragens “estão seguras e são monitoradas 24 horas por dia”, em todos os dias da semana, por meio do Sistema de Gestão de Segurança de Barragens (SIGBAR), referência para o setor de mineração. Também fomos informados que o escomamento da água entre as rochas é comum, mas o excesso de chuvas intensificou a situação, sendo necessária a interrupção das atividades.

Informou ainda que, na região de Vazante, as chuvas resultaram no transbordamento do Rio Santa Catarina e com isso, a mina subterrânea da Nexa passou a receber uma quantidade maior de águas do que sua capacidade de “bombeamento para a superfície”, alagando parcialmente a parte inferior da estrutura. Com isso, a companhia iniciou o plano de desmobilização das áreas afetadas, contemplando a retirada preventida de veículos, subestações elétricas e equipamentos.

Fonte: Patos Ja