Produtor de Carmo do Paranaíba está entre os finalistas de concurso estadual do melhor Queijo Minas Artesanal

A Emater-MG divulgou no final de novembro, a lista dos 20 finalistas do Concurso Estadual do Queijo Minas Artesanal 2020. Os queijos foram os que receberam a maior pontuação entre todos os 185 inscritos na competição. Entre os 20 finalistas, cinco produtores de queijo da nossa região estão na disputa, são eles: Antônio Fernandes de Magalhães de Lagoa Formosa, Elias Cortês de Almeida de Cruzeiro da Fortaleza, Eudes Anselmo de Assis Braga de Carmo do Paranaíba, José Maria de Oliveira de Rio Paranaíba e João José de Melo de Serra do Salitre.

O anúncio dos vencedores será feito durante uma solenidade em Belo Horizonte, na próxima segunda-feira (14/12), O evento virtual será transmitido a partir das 16h30, pelo canal do Youtube da Emater-MG. O link para acesso é o www.youtube.com/ematerminas.

A análise foi feita por uma equipe de 25 jurados formada por estudiosos da produção queijeira e por profissionais com ampla experiência na área. Concorreram queijos produzidos nas sete regiões caracterizadas e reconhecidas como produtoras de Queijo Minas Artesanal: Araxá, Campo das Vertentes, Canastra, Cerrado, Serra do Salitre, Serro e Triângulo Mineiro. Todos os queijos inscritos são legalizados, com inspeção municipal ou estadual, confira a lista completa dos finalistas.

A avaliação foi feita sem que os jurados soubessem quem era o produtor de cada queijo e qual a região de procedência. Os queijos foram avaliados em sabor, textura, aroma, apresentação, cor e consistência. Na primeira etapa, eles analisaram todos os queijos participantes e escolherem os 20 melhores. Num segundo momento, os queijos classificados foram novamente avaliados para a eleição dos cinco primeiros colocados, entre eles, o campeão estadual.

Este ano, além do júri técnico, também foi eleito o melhor queijo por uma comissão formada por jornalistas. Eles avaliaram os 20 queijos finalistas selecionados pelos jurados técnicos. O produtor do queijo eleito pelo júri dos jornalistas também será anunciado e premiado na solenidade da próxima segunda-feira (14/12). O concurso deste ano foi promovido em comemoração aos 300 anos de Minas Gerais.

Queijo Minas Artesanal

O Queijo Minas Artesanal mantém as características de produção artesanal, predominantemente a partir de mão de obra familiar, com produção em baixa escala através de leite cru (não é permitido leite pasteurizado), produzido na propriedade (proibido aquisição de leite), utilização de coalho, pingo e salga seca. Ele é apreciado graças ao conhecimento passado entre gerações e às suas características peculiares. O modo artesanal da fabricação foi registrado como patrimônio cultural imaterial brasileiro pelo Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional (Iphan).

O Concurso Estadual do Queijo Minas Artesanal é promovido todo ano pela Emater-MG, vinculada à Secretaria de Estado de Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Seapa), com o objetivo de estimular a produção de queijos de qualidade, promover a divulgação entre consumidores e incentivar a legalização de queijarias.

Fonte: ASCOM – Emater-MG

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui