Carmo do Paranaiba e cidades da região registram ocorrências policiais durante votação nas eleições municipais

O Delegado Regional da Polícia Civil, Luiz Mauro Sampaio, divulgou um balanço das ocorrências relacionadas as movimentações e irregularidades nas eleições em Patos de Minas e nos municípios na região. Em Lagoa Formosa houve inúmeros registros, sendo que um deles um eleitor estava usando o celular dentro da cabine de votação.

De acordo com o levantamento, em Patos de Minas foram 3 ocorrências relacionadas à distribuição de material de propaganda próximo aos locais de votação. Os autores não foram identificados pela polícia.

Em Lagoa Formosa, os policiais registraram duas ocorrências envolvendo pessoas distribuindo propaganda nas proximidades das seções, 5 relacionadas à solicitações de representantes e fiscais das coligações. Um eleitor foi detido ao fazer uso de celular na cabine de votação. Ele foi detido e teve o aparelho apreendido. O eleitor foi liberado após ser elaborado o procedimento de Termo Circunstanciado de Ocorrência.

Ainda segundo o balanço policial, em São Gonçalo do Abaeté, foi registrada uma ocorrência de boca de urna. O autor foi preso no local, mas acabou sendo liberado após assinar um TCO.

Em Varjão de Minas, a Polícia Militar fez 3 registros relacionados à solicitações de representantes e fiscais das coligações, que por não serem motivo de prisão, foram direcionados à justiça eleitoral.

Em Presidente Olegário, foi apurada uma denúncia de distribuição de material de propaganda próximo aos locais de votação, mas não houve identificação dos envolvidos.

Na cidade de Lagoa Grande foram duas ocorrências. A primeira relacionada à solicitação de representantes e fiscais das coligações, que também foi direcionada ao juízo eleitoral da comarca, e a segunda, envolvendo um eleitor, alegando que alguém teria votado em seu lugar. Durante as verificações ficou constatado um erro por parte dos mesários da seção, devido a um equívoco quanto a um eleitor de mesmo nome.

Em Carmo do Paranaíba, foram registradas ocorrências relacionadas a urna eletrônica com defeito, e de busca e apreensão pela Polícia Civil, para apurar possível crime de corrupção eleitoral, tendo sido instaurado inquérito para para investigar o caso.

Segundo os dados publicados, Rio Paranaíba, também teve ocorrência de distribuição de material de propaganda próximo aos locais de votação, além de possível erro de eleitor ao votar.

Na cidade de Arapuá, os policiais fizeram registros de ocorrência relativa à boca de urna, que teve o autor liberado após TCO. Um vereador, candidato a reeleição, foi detido por compra de votos e boca de urna. Ele foi preso em flagrante.

Também teve detenção relacionada a boca de urna em Guarda dos Ferreiros, distrito de São Gotardo. E duas ocorrências relacionadas a solicitações de representantes e fiscais das coligações, que foram direcionadas ao Juízo Eleitoral da Comarca;

Em Tiros, uma ocorrência relacionada à distribuição de material de propaganda próximo aos locais de votação, e uma também relacionada a propaganda irregular, sem identificação dos envolvidos.

Materia: Vanderlei Gontijo

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui