Lagamar: criminoso aplica golpe de falsa venda de gado e vítima toma prejuízo de mais de R$ 60 mil

A Polícia Militar da cidade de Lagamar registrou nesta segunda-feira (26), um crime relacionado a venda de gado, que resultou em enorme prejuízo para a vítima. O rapaza de 24 anos, denunciou ter sido ludibriado por um falso vendedor, e que só percebeu o golpe quando já era tarde demais.

Segundo as informações, o verdadeiro proprietário dos animais postou em sua rede social, fotos de um lote de bovinos que está a venda por R$ 140 mil. O criminoso que se apresentou apenas como, “ Mario”, dizendo ser advogado no Estado da Bahia, fez proposta de compra, mas deu como condição realizar o pagamento, somente quando fizesse a venda para outra pessoa.

A vítima, Leandro Abraão, que mora na cidade de Uberlândia, disse que viu a postagem sendo anunciada por “Mario”, quando então teve início uma negociação. O suposto vendedor pediu R$ 80 mil, mas acabou dando desconto e deixando por R$ 60 mil. Leandro depositou o dinheiro combinado, fretou um caminhão e viajou para buscar o gado em Lagamar.

Mas ao chegar na fazenda, o dono do gado lhe informou que ainda estava esperando, “Mario”, transferir o dinheiro. Enquanto isso os dois foram até o Sindicato Rural de Lagamar e retiraram a guia de transporte dos animais, que foram embarcados, restando apenas o recebimento do pagamento para a liberação. As horas se passaram e diante da demora e das contradições, ambos perceberam que tratava-se de um caso de estelionato.

De acordo com a polícia, foi feito contato com a gerência do Banco do Brasil, que é responsável pela conta de Leandro Abraão. Mas a informação obtida é que o dinheiro já tinha sido transferido para outras contas, não sendo possível bloquear o depósito.

A Polícia Militar lembra que o caso serve de alerta, já que golpistas vem atuando frequentemente na região, utilizando a internet para enganar e roubar as vítimas. A orientação é sempre checar todas as informações possíveis, antes de enviar dinheiro por meio de depósito bancário.

Redação: Patos Já

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui