Hospital Municipal de Lagoa Formosa prepara 5 leitos para receber pacientes de COVID-19

O Hospital Municipal de Lagoa Formosa preparou neste domingo (31/05) vários leitos para possíveis pacientes com a doença COVID-19. Até o momento, a cidade está com 4 casos confirmados de pessoas que testaram positivo para o coronavírus, mas nenhuma delas precisou de internação, sendo que todas estão cumprindo as determinações da secretaria de saúde em domicílio.

Daiany contou também, que a notícia confirmando o aparecimento de 3 novos casos da COVID-19 em Lagoa Formosa chegou na noite deste sábado (30/05), sendo que nesta manhã de domingo (31) uma equipe do Comitê criado pela secretaria para combater o novo coronavírus, se dirigiu até a casa dos familiares das pessoas que testaram positivo e realizou o teste com todos os parentes, que mantiveram contatos com elas nos últimos dias, mas todos deram negativos. Com a confirmação dos novos casos, o município passou a ter 4 casos da doença.

De acordo com informações da secretária, os três últimos pacientes que testaram positivo são de uma mesma família, moradores de Lagoa Formosa, mas todos estão em bom estado de saúde. Ela também informa que devido ao aumento do número de pessoas que testaram positivo para o coronavírus na macrorregião Noroeste, a secretaria instalou barreiras sanitárias-educativas nas principais entradas do município.

“A Secretaria de Saúde de Lagoa Formosa não mede esforços no enfrentamento ao novo coronavírus, por isso, nessas barreiras é feita a triagem de temperatura e a orientação sobre uso obrigatório de máscaras de proteção. Além disso, o novo decreto municipal restringiu atividades econômicas que tem um potencial maior de disseminação da doença”, contou Daiany.

Ainda sobre os leitos para tratamento da COVID-19, ela disse que devido à possível superlotação em Hospitais de Patos de Minas, que é a cidade referência para esses pacientes, Lagoa Formosa se antecipou. Mas que os leitos são para atendimentos leves/moderados, caso sejam preciso internações e suportes clínicos (oxigênio, monitorização, nebulizações, antibioticoterapia). Com o atendimento desses pacientes isolados durante as internações, diminuirá o risco de contágio dos demais usuários e funcionários do hospital. ”Teremos equipe de enfermagem para atender somente esses pacientes suspeitos/confirmados”, finaliza a secretária.

Além dos 5 leitos de isolamento, o Hospital “Dr. Bininho” conta com um leito para emergência, que poderá também ser usado caso necessário. Nele existem equipamentos para atendimento inicial de um paciente grave, até sua estabilização e transferência, contando com o monitor, um respirador, DEA e bombas de infusão.

Por último, a secretária informa que atualmente o hospital dispõe de testes rápidos, graças às doações de kits feitas pelo Rotary Club e pelo Governo do Estado. Apesar de estar em falta no mercado, a Secretaria de Saúde informa também que busca meios para adquirir mais respiradores para o município.

Matéria: Vanderlei Gontijo