Homem entra em igreja e atira contra fiel em Patos de Minas

A Polícia Militar agiu rápida e prendeu um homem de 43 anos por lesão corporal, disparo e porte ilegal de arma de fogo. A prisão aconteceu na tarde desta quarta-feira (03/06) no interior de uma igreja, situada na Rua Afonso Queiroz.. A vítima conseguiu fugir da ação e se esconder.

Segundo informações do tenente Vinícius da Polícia Militar, durante patrulhamento pela avenida, uma mulher parou a viatura e informou aos policiais que havia escutado disparos de dentro de uma igreja. Imediatamente, várias viaturas foram para o local, momento que o GEPMOR visualizou um homem escondido atrás de uma árvore num lote vago em frente ao templo religioso.

Ao ser questionado, o fiel e técnico de som da igreja, um homem de 37 anos, disse que chegou ao templo religioso, momento que outro indivíduo chegou juntamente com ele e perguntou o nome dele. Após se identificar, este indivíduo sacou uma pistola e começou a persegui-lo. A vítima então entrou para dentro do templo e num corredor, a vítima caiu no chão.

O homem então passou a agredi-lo com chutes e coronhadas. Outras pessoas chegaram ao local e tentaram intervir, inclusive a esposa do suspeito. O homem conseguiu se desvencilhar e atirou contra o fiel, que estava caído. O disparo passou muito perto do fiel e atingiu a parede da igreja.

Após o disparo, a vítima saiu correndo para os fundos da igreja, passou por uma porta, trancou e saiu correndo pelo estacionamento. Depois, ele se escondeu no meio do mato em frente a igreja.

Já o atirador tentou correr atrás da vítima, porém a perdeu de vista e então voltou para o templo. Quando os policiais chegaram no templo religioso, o suspeito estava tranquilo. Ao ser questionado, ele disse que está sendo perseguido pela vítima e outras pessoas.

O suspeito, de 43 anos, foi preso por lesão corporal, porte ilegal e disparo de arma de fogo. A pistola calibre 380 foi apreendida e estava carregada com 14 munições intactas. Os policiais também acharam um cartucho de munição deflagrado dentro da igreja. O homem então foi levado para a Delegacia de Polícia Civil, juntamente com o material apreendido.

Matéria: Toninho Cury