Governo de Minas regulamenta auxílio de R$ 600,00 para famílias em extrema pobreza

O Renda Minas também coordenado pela Sedese, é outra medida para prover renda emergencial para famílias em situação de extrema pobreza, como complemento ao auxílio emergencial do governo federal.

Em 2020, o Governo do Estado atendeu 972.473 famílias, totalizando mais de R$ 321 milhões em transferências às famílias cadastradas no CadÚnico

O Renda Minas, inclusive, substituiu outra iniciativa da atual gestão, o programa Bolsa Merenda. Com ele, durante seis meses, mais de 370 mil alunos da rede estadual de ensino em situação de extrema pobreza e pobreza foram beneficiados, com mais de R$ 93 milhões repassados às famílias.

O governador Romeu Zema também anunciou diversas medidas para amenizar os impactos econômicos provocados pela pandemia e prestar assistência às famílias em situação de vulnerabilidade. Entre elas está, por exemplo, a suspensão de cortes no fornecimento de água e luz a pessoas de baixa renda, cadastradas como consumidores de Tarifa Social na Cemig e na Copasa.

Além disso, a extensão do auxílio emergencial do governo federal, em 2021, foi um dos pleitos do Governo de Minas, que mantém diálogo constante com representantes de todos os poderes, sobre o cenário da pandemia no estado.

Fonte: Agência Minas