Governo de minas decreta lockdown em duas macrorregiões; prefeito de Carmo do Paranaíba comenta decisão

Para tentar conter o avanço da pandemia do novo coronavírus em Minas Gerais, o Governo do Estado decretou o fechamento das macrorregiões Noroeste – o qual Carmo do Paranaíba faz parte – e do Triângulo Norte. Essa determinação foi aprovada nesta quarta-feira (02) pelo Comitê Extraordinário Covid-19, grupo que avalia semanalmente os indicadores da doença no Estado.

Ao todo, são 60 cidades que passarão, a partir desta quinta-feira (03), a pertencer a chamada onda roxa do programa Minas Consciente. Essa nova onda foi criada para contemplar as medidas severas de restrição, como toque de recolher das 20h às 05h e aos finais de semana.

Nessa fase, só será permitido o funcionamento de serviços essenciais e a circulação de pessoas fica limitada aos funcionários desses estabelecimentos. O deslocamento para qualquer outra razão deverá ser justificado e a fiscalização será feita com o apoio da Polícia Militar.

São considerados serviços essenciais em Minas:

  • Alimentos, Agropecuária e Agroindústria (excluídos bares e restaurantes);
  • Serviços de Saúde (atendimento, indústrias, veterinárias, etc);
  • Bancos e seguros;
  • Transporte público;
  • Energia, gás, petróleo, combustíveis e derivados;
  • Manutenção de equipamentos e veículos;
  • Construção civil;
  • Indústrias (apenas da cadeia de Atividades Essenciais);
  • Lavanderias;
  • Imprensa;
  • Serviços de TI, dados, imprensa e comunicação;
  • Serviços de interesse público (água, esgoto, funerário, correios etc.).

A fiscalização será feita com o apoio da Polícia Militar e do Corpo de Bombeiros, em conjunto com os municípios envolvidos. As gestões municipais deverão, através de seus órgãos de segurança pública, trânsito e/ou fiscalização, atuar de forma conjunta, visando ao cumprimento das medidas postas.

Confira abaixo as determinações da onda roxa:

  • Suspensão das cirurgias eletivas;
  • Apoio das forças de segurança;
  • Circulação de pessoas apenas relacionadas à atividades essenciais;
  • Proibição de circulação de pessoas e carros em atividade não essenciais;
  • Toque de recolher entre 20h e 5h;
  • Proibição da circulação de pessoas sem máscara em espaços públicos e privados;
  • Proibição de circulação de pessoas com sintomas de gripe, exceto se for para realizar consultas ou exames;
  • Proibição de reuniões presenciais, inclusive mesma família que não moram juntos;
  • Proibição de eventos públicos ou privados que possam gerar aglomeração;
  • Barreiras sanitárias de vigilância

Na tarde desta quarta-feira (03), o prefeito de Carmo do Paranaíba e atual presidente da AMAPAR, César Caetano (PL), divulgou um vídeo comentando a decisão do Estado de criar a nova onda no programa Minas Consciente e disse que, na próxima semana, já convocou uma reunião com os prefeitos de AMAPAR para discutirem as medidas impostas pelo Governo Estadual. Confira o vídeo abaixo.

 

Texto: Redação Tô na Mídia Carmo do Paranaíba