Estelionatário natural de Mogi das Cruzes é preso após aplicar golpes em Patos de Minas

A primeira vítima, mulher de 67 anos, procurou a Polícia Militar de Patos de Minas e registrou uma ocorrência de estelionato após cair em um golpe depois de ser enganada por um falso funcionário de um banco. O prejuízo total de compras e transferências realizadas pelo golpista foi de R$ 19.011,99.

A vítima disse que na terça-feira (08/06), por volta das 15 horas, recebeu uma ligação de um homem falando que era gerente do banco a qual tinha conta informando que havia algumas pessoas tentando realizar compras utilizando seus cartões de credito.

Ao dizer que não havia autorizado, o falso gerente disse que ela deveria bloquear os cartões e que para fazer, precisaria pega-los para fazer o processo. A vítima falou que desligou o telefone e após uma hora e meia, chegou na porta da sua residência um carro branco, sem maiores detalhes e desceu um homem alto, magro, moreno, vestindo uma camisa azul e com uma calça azul dizendo que era funcionário do banco, pegando os cartões com as senhas falando que iria bloqueá-los, para que ninguém pudesse utiliza-los.

Depois de passar os cartões, a vítima disse que ficou preocupada e não conseguiu dormir, sendo que ao amanhecer, deslocou até a agência onde repassou o fato. Na agência, ela foi informada que não há nenhum gerente com nome que foi passado para ela e que nenhum funcionário vai à casa de clientes para buscar cartões.

Ao verificar a conta, constataram que foram feitas duas compras nos valores de R$ 450,00 e R$ 999,99. Ao deslocar a outra agência, a vítima verificou o extrato, e constatou que foram feitos dois saques nos valores de R$ 1.000,00 cada e duas transferências via PIX nos valores, uma de R$ 8.000,00 e outra de R$ 7.562,00, totalizando um prejuízo R$ 19.011,99.

A segunda vítima foi uma mulher de 65 anos, disse que o homem ligou falando as mesmas coisas para ela. Depois de ir a sua casa e pegar os cartões e a senhas, realizou um saque no valor de R$ 1.000,00 e uma compra no valor de R$ 3.344,00.

De posse das informações e de imagens do sistema do olho vivo, os militares descobriram que o golpista estava agindo, indo nas casas as vítimas em um carro de aplicativo. Após levantamentos, os militares conseguiram identificar e abordar o carro na Rua Doutor Marcolino.

Em conversa com os militares, o motorista disse que deixou o suspeito nas proximidades do terminal rodoviário. Continuando com os levantamentos, os militares conseguiram localizar e prender o suspeito em um hotel.

Com ele foram apreendidos a roupa que ele ia nas casas da vítimas, seis maquinas de cartão, um celular sem procedência, dois cartões, dois cupons de embarque, sendo um de São Paulo/Uberlândia e outro de Patos de Minas/Patrocínio, R$ 1.317,00, vários envelopes branco, três carregadores de maquina de cartão, uma identidade e dois cartões em nome do suspeito. Ainda em conversa com os militares, ele disse que faz parte de uma quadrilha especializada em golpes, que viaja o Brasil inteiro e que ganha 10% dos valores arrecadados nos golpes.

Após ser ouvido pelo delegado de plantão, Felipe Roberto da Silva Vacca, foi autuado e encaminhado para o Presídio Sebastião Satiro.

Redação: Clube notícia