Comandante da Polícia Militar de Carmo do Paranaíba fala sobre a recente implantação do projeto “Olho Vivo” na cidade

0
1645

O comandante da Polícia Militar de Carmo do Paranaíba, Capitão Diomásio, falou com a reportagem do Portal de Notícias tonamidicacp sobre o início do funcionamento na cidade do projeto “Olho Vivo”. De acordo com o capitão tudo começou no ano de 2015, durante as reuniões mensais que ocorriam na Prefeitura, através do Gabinete de Gestão Integrada, quando a PMMG apresentou uma proposta de monitoramento por câmeras para a cidade. Na ocasião ficou decidido que a PM elaboraria um projeto, com base em estudos de análise criminal e estatística para se verificar a viabilidade de instalar o videomonitoramento coordenado pela Polícia Militar.

Segundo Diomásio, após a confecção do projeto, por questões políticas (período de eleições municipais) e questões financeiras, o projeto ficou estagnado, sendo retomado em 2017 quando a proposta foi apresentada a nova administração pública municipal, a qual demonstrou interesse na questão. Com isso, a Polícia Militar convidou o prefeito para fazer uma visita a Central do “olho vivo” em Patos de Minas para conhecer o projeto. Representantes da prefeitura ainda visitaram outras cidades que possuem o sistema e em seguida teve início uma mobilização social para começar a colocar em prática o projeto.

O comandante conta que foram feitas reuniões entre Poder Judiciário, Prefeitura, Câmara Municipal, Ministério Público, CDL, Agências Bancárias, Representantes do Setor Cafeeiro, Cooperativas, Conselho Comunitário de Segurança Pública, PMMG, dente outros seguimentos, além da empresa interessada em oferecer o serviço, sendo que após diversas tratativas ficou verificado o valor e que seria estabelecido uma Parceria Público Privada, em que o setor público iria custear a implantação do projeto e a Prefeitura iria custear a manutenção, investindo o mesmo valor da iniciativa privada, em mensalidades.

Ele ressalta que após essa decisão iniciou-se a campanha de arrecadação de recursos, via Conselho Comunitário de Segurança Pública, sendo arrecado uma quantia significativa, mas percebendo a dificuldade em arrecadar os recursos, a Prefeitura Municipal, além de garantir a manutenção após a instalação do sistema, arcou também com o restante do aporte financeiro para a devida implantação do projeto. Ainda foi aprovada uma lei municipal, a qual obriga o Chefe do Poder Executivo que estar na gestão do município, a manter financeiramente o sistema. Diomásio também ressalta o compromisso do Poder Legislativo de Carmo do Paranaíba que não mediu esforços para aprovar a lei que garante a manutenção do projeto. Por fim, o comandante finaliza dizendo que a implantação do “Olho Vivo” na cidade irá contribuir significativamente para a segurança pública na cidade.

Fotos: Julio Cesar
Matéria: Vanderlei Gontijo
Fonte: Policia Militar de Carmo do Paranaíba
x