Cadeirante é morto com golpe de faca e quatro acabam presos por latrocínio e receptação em Cruzeiro da Fortaleza

Um cadeirante de 44 anos foi morto com golpes de faca na manhã dessa segunda-feira (20) em Cruzeiro da Fortaleza. A princípio, o caso estava sendo registrado como encontro de cadáver. Entretanto os militares perceberam que não se tratava disso e após os trabalhos registraram a ocorrência como sendo latrocínio, roubo seguido de morte. Pelo menos quatro pessoas foram presas.

De acordo com a Polícia Militar, três indivíduos teriam invadido a casa de Jânio Fernandes da Silva de 44 anos pela madrugada. Eles levaram um botijão de gás e o telefone celular da vítima. Antes disso, um dos indivíduos teria segurado a vítima, que era cadeirante, para que outro o atingisse com um golpe de faca. Jânio foi ferido no pescoço e acabou não resistindo e morreu no local.

A Polícia Militar foi acionada para registrar a uma ocorrência de encontro de cadáver, mas ao chegar no local, os militares perceberam que a vítima apresentava sinais de violência. A perícia identificou a perfuração no pescoço. Sendo assim, guarnições iniciaram diligências e contaram com o apoio de policiais de outras cidades para localizar e prender os suspeitos. Com eles, foi encontrada a faca utilizada no crime.

O botijão de gás foi encontrado na residência de uma outra pessoa que recebeu voz de prisão pelo crime de receptação. Diante dos fatos, os três indivíduos suspeitos do latrocínio foram presos e encaminhados para a delegacia juntamente com o suspeito de receptação e os materiais que foram recuperados.

De acordo com informações da Ascom do 46º BPM, a vítima, Jânio Fernandes, pessoa com deficiência física (paraplegia), foi encontrada deitada sobre a cama, apresentando ferimentos e sangramento visíveis no pescoço. Após levantamento de informações, as equipes prenderam 3 homens, sendo eles entrevistados separadamente, apresentando versões inconsistentes e contraditórias a respeito dos fatos. Na posse dos acusados, foi localizado o celular roubado da vítima e a faca utilizada no crime, ainda com marcas de sangue. O botijão roubado já havia sido comercializado, sendo o receptador abordado e o material recuperado.

Diante das evidências, os acusados confessaram o crime, detalhando aos militares a dinâmica do ocorrido. Relataram que, por volta de 22h de domingo (19), dois indivíduos deslocaram até a residência da vítima com o intuito de roubar o dinheiro de seu pagamento. Que após anunciarem o roubo, Jânio Fernandes, que estava sobre a cama, começou a gritar, tendo um deles se apossado de uma faca e desferido aproximadamente 8 golpes de faca no pescoço dele, enquanto o outro segurava seus braços. Que logo após, procuraram pelo dinheiro e não encontraram, motivo este pelo qual levaram somente o telefone celular e botijão. Que passaram na residência de outro acusado e deixaram com ele a faca utilizada no crime. Que em seguida, venderam o Botijão para outro indivíduo pelo valor de R$ 50,00 e com o dinheiro, compraram drogas de um traficante conhecido no meio policial.

Na residência do traficante, com o apoio da ROCCA, foi encontrada 1 porção de maconha enterrada no quintal e a quantia em dinheiro. Diante disso, os 3 autores confessos foram conduzidos à Polícia Civil pelo cometimento, em tese, dos crimes previstos no Art. 157, §3º, inciso II (latrocínio) Decreto-Lei N. 2848/40, a autora D.G.O de 20 anos foi conduzida pelo cometimento, em tese, do crime descrito no Art. 33 da Lei N. 11.343/2006 e o autor que comprou o botijão e o traficante foram também conduzidos para Delegacia da Polícia Civil. Foram aprendidos/recuperados um botijão, 1 celular, R$ 627,00 em dinheiro, 1 tablete pequeno de maconha, vestimentas utilizadas pelo autor do latrocínio e 1 faca utilizada no crime.

Fonte: Patos Hoje