Briga em Carmo do Paranaíba termina com mulher de 35 anos ferida

0
5474
Uma briga na cidade de Carmo do Paranaíba terminou com uma mulher de 35 anos ferida. A desavença que acabou em agressões e virou caso de polícia, aconteceu nesta quarta-feira (19/06) na Rua Francisca de Queiroz, no Bairro Paranaíba. A vítima teve um dente quebrado e ficou com vários hematomas pelo corpo, inclusive, com um olho roxo. Os suspeitos de praticarem a agressão foram levados para a delegacia de polícia e entregues ao delegado de plantão.
 
De acordo com informações do boletim de ocorrência, Vanusa da Cunha Peixoto, 35 anos, foi até a sede da 90ª Cia da Polícia Militar relatando que havia sido agredida por um casal com chutes e socos o que teria provocado muitos ferimentos em seu corpo, inclusive, ela teria tido um dente quebrado. A vítima relatou ainda que os suspeitos seriam Ernesto Almeida Alves e Angélica Borges de Barcelos, ambos de 25 anos de idade.
 
Vanusa contou que tudo começou quando a mãe de Ernesto teria proferido palavras caluniadoras contra ela. A vítima disse ainda que ao sair na rua o autor Ernesto começou a fazer ameaças contra ela, e que em determinado momento passou a agredi-la com socos e pontapés, o que acabou causando edemas na face, corpo e um dente quebrado. Ela também relatou que o acusado teve ajuda de Angélica nas agressões.
 
Diante dos fatos, os militares foram até a residência de Ernesto e acabou localizando o suspeito, que se encontrava juntamente com Angélica em via pública. O casal foi preso e levado para a Companhia da PM. No local Angélica disse que a suposta vítima Vanusa teria ido até a casa de sua sogra e ambos entraram em atrito verbal, mas que havia acabado entrando na discussão. Em seguida ela e Vanusa entraram em luta corporal, o que causou a ela (Angélica) dores no couro cabeludo e um hematoma em um dos pés.
 
Por último, a autora falou que algum tempo depois Vanusa voltou até a porta de sua casa com uma faca, mas que neste momento saiu do local com a sogra para irem até a Unidade de Pronto atendimento (UPA), sendo que a sogra que havia sofrido um desmaio durante a desavença com Vanusa. Já Ernesto falou que não agrediu a vítima. Ele relatou aos policiais que havia apenas entrado na briga para separar Angélica e Vanusa que estava puxando os cabelos uma da outra. Diante dos fatos o casal foi levado pela Polícia Militar até a presença do delegado de plantão.
 
Matéria: Vanderlei Gontijo e Julio Cesar
Fonte: Policia Militar de Carmo do Paranaíba
x

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui